Como que me llamo Roberto que encuentro la salida!



Acabei de ver este anúncio no Discovery Channel e parti-me a rir! Será que é assim que se sente o meu peixinho?...

Quarta-feira

Vai ser o pior dia da semana. Entro às 8h30 e saio tarde, muito tarde. Tudo para ficar com o professor fixe de Inglês. Hoje fiz um teste diagnóstico, mas estava tão cansada por ter acordado às 6h30 que nem sei bem se o que escrevi estava decente. Ainda não me habituei ao horário de estudante, contudo espero estar habituada pra semana. E por falar em faculdade, amanhã vai ser dia de despesas. É gramática, é dicionário, é livro de Espanhol... Bai ser bonito bai!

Agora vou ver se ainda consigo ler um capítulo do Harry Potter e os Talismãs da Morte, antes que caia para o lado de sono...

Só para ti Moon...

A pedido da Moon, venho fazer um anúncio:

Tenho uma amiga do Slimmy na minha turma de Espanhol.

Are you happy now?... XD

Primeiro dia de aulas


Não foi muito excitante, nem estava nervosa. Foi normal. Parece que já sinto outro tipo de responsabilidade e que estou lá à séria. Os diálogos com os colegas surgem mais naturalmente e a timidez não ataca com tanta frequência. Não tenho já uma carrada de amigos mas já tiramos a pinta uns aos outros. Contudo, o pessoal com que estive foi divertido e passou-se bem o dia.

Só fiquei mal disposta por causa da praxe. Já com 3 matrículas e tinha de ser praxada outra vez. Como? Sim senhora, até amanhã... Não percebo a ideia. Qual é o objectivo de ser praxada novamente? Para merecer o traje? Para aprender a praxar? Para ter espírito académico? Se estes tótós conhecessem o Veterano Miguel até se borravam todos. Aí é que eu me ria... Praxe militar a doer!! Cambada pá! Fiquei logo lixada... Eu mereço o meu traje e tenho muito orgulho nele, porque sofri muito para tê-lo. Mas parece que isso não chega para aqueles cromos! Ainda vou voltar a fazer barulho para ver se coise... Chiça!

Agora voltando às coisas interessantes. A manhã foi toda em Espanhol. Gosto mesmo desta língua e nem é muito difícil de compreender. Vou esperar até aprender a falar para ver se se mantém a opinião. =P De tarde, foi a vez do Inglês. Creeeeeeeeeeedo tanta ferrugem que anda aqui para estes lados! Não sei explicar como é que digo tudo direitinho na minha mente e depois quando verbalizo, chapéu. Parece que nunca falei Inglês na minha vida. Enfim... Espero que passe.

Amanhã é outro dia. Em Inglês também. =)

Future me



Colocada em Línguas Aplicadas. Espero sair-me um cadinho melhor que esta... XD

Colbie

Acabei de ver o novo videoclip da Colbie Caillat. Confesso que não é o meu género musical favorito mas gostei imenso do vídeo. Engraçado como numa canção sobre amor, estamos sempre à espera de ver um borracho a contracenar com o artista (neste caso, a artista). Faz-nos pensar... Até que ponto avaliamos as pessoas pelo seu aspecto? E se fôssemos todos iguais, como se processariam as coisas? Seria mais difícil escolher alguém para nos relacionarmos? Até que ponto o nosso exterior reflecte o nosso interior? Hmmm... Tantas perguntas difíceis às quais não me apetece responder agora. Lol

Pensei mesmo que ia fazer grande post com isto. Sou tão preguiçosa... =P

Altamenteeeee


Só hoje me dei conta que não partilhei convosco a minha última ida ao cinema! Já foi há tanto tempo que nunca mais me lembrei. Ok, não foi assiiiiiim há tanto tempo. Sinceramente não me lembro em que dia foi. Mas não é isto que interessa!

Quem me conhece sabe que adoooro desenhos animados e, como tal, não podia perder a nova estreia da Disney-Pixar: Up - Altamente! Só a minha alegria ao entrar na sala de cinema, já dava para prever que estava à espera de um grande filme. Ainda mais alegre fiquei quando verifiquei que correspondeu às expectativas. Gostava de contar quais foram as minhas cenas favoritas, mas não quero estragar a surpresa a ninguém que esteja com ideias de ver o filme. Só garanto muitas emoções fortes e muitas gargalhadas! Muitas mesmo!! :D E o mais engraçado é que é mesmo altamente!!



"Mas é um cão falanteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!" XD
Coitado do Joninhas que teve de levar com esta frase nas horas que se seguiram ao filme...

Adoro sentir-me criança... =)

Centopeias


Se há coisa que mais detesto, são centopeias. Creeeeeeeeeeeeeeeeeeedo que coisa mais nojenta! E se há coisa que mais detesto ainda, é matá-las. Se fosse possível aspirava-as e libertava-as na rua ou num campo ou qualquer coisa, mas não havendo essa possibilidade... Squashhhhhhhhhhh! Blarghhhhhh!!! É exactamente esta a minha reacção perante tal brutalidade. São situações onde sinto um misto contraditório de emoções e fico tão traumatizada que demoro uns minutos valentes a recompor-me. Fico a olhar para ela a subir a parede ou levanto-me e esborracho-a? Normalmente, escolho a segunda opção. Mas o que é que ela tá a fazer a subir a parede pá??? Odeio odeio odeio!!!

Acabei de tirar a vida a um ser vivo. Vi aquele animal nojento a subir a parede, respirei fundo, peguei no chinelo e aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh... Ficou a espernear horripilantemente com metade do corpo colado à parede. E agora? Fica lá colada? Impensável fazer isso. Dei-lhe um toque e lá foi ela em queda livre para o canto mais escondido da sala. (Desculpa lá mãezinha...) Quer dizer, ou ficava ali ou não ficava ali.

Voltei para o meu lugar a pensar que estava o assunto resolvido. Pensei mal. Só conseguia imaginar a família da pobre centopeia a vê-la cair, metade a espernear, metade, bem... esmagada. Ao mesmo tempo pensava que já não tinha que lidar com a preocupação de ver onde é que ela estava e se, a qualquer momento, não iria saltar para cima de mim. Senti-me aliviada e, ao mesmo tempo, egoísta e uma destruidora de lares. Ok, talvez esta última não mas... Enfim, não sei porquê, não me sinto bem com esta situação. Aaaahhhhhh!! Que pó!!

Detesto centopeias...